quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é

Como já dizia meu conterrâneo Caetano, essa é a mais pura verdade.

Eu esses dia venho fazendo uma analise de tudo que sou, do quanto já mudei, as vezes pelos outros ,mas a maioria por mim mesmo.Sempre procurando coisas melhores,pessoas melhores e sentimentos melhores.

Mas quando tudo é posto sobre a mesa percebo que melhorias são relativas assim como tudo na vida e que devemos na realidade viver incansavelmente, viver de uma forma em que não haja barreiras pra nos impedir de extrair sempre o melhor de tudo por menor que seja o instante e por mais improvável que seja a situação.

Já fui uma pessoa muito diferente do que sou hoje, não vou dizer que não houve arrependimentos,esses foram muitos mas posso dizer com todas as letras que todos os riscos corridos foram conscientes e que todos os problemas enfrentados me fizeram evoluir.Me transformaram em uma garota muito mais madura e que tem uma cede incansável de vida, de novas experiências e aprendizado.

Afinal quem não corre riscos pode até evitar uma decepção ou erro mas nunca será livre verdadeiramente,nunca,jamais saberá se aquilo que não foi feito poderia ser um grande sucesso.

Xerô;*

4 comentários:

Tati Alves disse...

oie flor,adorei o post e animação vc vai conseguir força ai sempre!

*Dora* disse...

Lindo post.
Obg pela visita, vou acompanhar o seu blo, tá?
:)

Colombina disse...

no final ,tudo teve um motivo!
tudo pode ser aproveitavel né?
beijinhos :*

A Noiva Cadáver disse...

Prefiro ser esta metamorfose ambulante, já dizia o mago. rs