quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Beleza a qualquer custo

No inicio de qualquer história ,na maioria dos casos, sempre pensamos que tudo sairá bem e não foi diferente com a bulimia, ou como eu gosto de me referir a ela :mia.De certa forma é meio tentadora a idéia de poder entra nos padrões de forma fácil, de ser “perfeita”, então surgem as idéias malucas.

Tudo começa com as piadas de mau gosto sobre tua aparência, comentários desnecessários, o que passa a incomodar profundamente e para mudar a realidade por que não parar de lanchar na escola? Ou dizer que ta enjoada demais pra comer? Mas isso é muito doloroso, então descobre-se um meio mais fácil de resolver os problemas, vomitar após as refeições,tomar laxantes,diurético,suar até a ultima gota na academia.

Sem querer,ou não, sua vida passa a girar em torno das calorias que devem ser contabilizadas a todo momento,qual será a mais nova estratégia para que ninguém desconfie sua nova obsessão, metas de quantos quilos vão estar nos malditos ponteiros da balança, esses sim, levam a qualquer um do céu ao inferno em segundos, qualquer grama a mais é motivo para crises existenciais de dias e claro mais planos contra as malditas calorias que devem ser queimadas.

De repente a pessoa sociável que você era vai desaparecendo, sair a uma festa de família torna-se complicada porque você verá varias guloseimas e claro não resistirá,assim como ir ao shopping com os amigos também será doloroso, você acaba comendo, saindo da dieta e a culpa será tão grande que a fará expurgar todo aquele monte de comida, te deixando mais triste ainda,sentindo nojo da pessoa que você é.

Em resumo, é muito difícil viver pela aparência, aliás tem coisa mais egoísta? Mas ao mesmo tempo é viciante, os sacrifícios são inúmeros, a auto-estima vai abaixo do zero,estabilidade emocional é palavra que desaparece do dicionário, mas trocaríamos tudo por 5kg’s a menos na balança e por incrível que pareça ainda tentamos (sobre)viver feliz.

Ps.: Fui chamada de gorda 3 vezes essa semana, miando novamente eu havia parado,pulços cortados.